segunda-feira, 20 de agosto de 2012

A adaptação na escolinha

Na primeira quinzena deste mês tiramos alguns dias de férias... Fizemos uma deliciosa viagem na primeira semana e à partir da segunda semana começamos nossa adaptação...
Nos primeiros dois dias estava tudo correndo tão bem que eu mesma me surpreendi... Todos os dias, logo após o almoço, começavamos o nosso ritual de preparação... Ele colocava o uniforme todo feliz, pegava sua malinha e saia em direção à porta de saída de casa. No colégio, chegava e já ia todo feliz em direção aos amiguinhos! Até as "tias" ficaram surpresas... No terceiro dia, ele passou à voltar pelo transporte escolar... e ai os problemas começaram...
Ele passou à demonstrar resistência e a dizer constantemente que não queria mais ir à escola, nem mesmo comigo levando-o ao invés de ir no transporte. Conversei com a escola e com o pessoal do transporte e nada de anormal aconteceu... na verdade eu mesma sabia disso, pois durante a adaptação eu mesma ficava de longe só observando e estava correndo tudo bem.
HOJE desde cedo ele vinha falando que não queria ir mais para escola porque achava muito chato...Disse-me que só iria se eu ficasse la na escola com ele e que viesse com ele dentro do transporte escolar. Eu conversei muito com ele, expliquei mil coisas que acho até que exagerei, pois acho que existem coisas que ele não é capaz de compreender... Insisti e o levei a escola, sem usar o transporte, mas ao chegar na escola ele chorou muito! Tanto que de longe, olhando as tias acalmando, acabei chorando tbém... quando parou de chorar, ficou quietinho num canto, não quis participar de nenhuma atividade feita em sala e ficou tão instrospectivo... É muito dolorido ver isso gente... muito mesmo! Vendo ele ali tão deslocado, tão desprotegido... me senti mal em ficar de longe só acompanhando com o olhar... depois de algum tempo foram para outra atividade e ele se manteve quietinho... Preferi me distanciar agora e senti vontade de falar com alguém sobre isso... lembrei do blog, onde tantas e tantas vezes pude trocar experiências e sentir um retorno acolhedor, esclarecedor...
Não sei como serão os dias que se seguem, mas retorno ao trabalho em breve e sinto que eu não estou levando a adaptação numa boa... quanto tempo isso vai levar? é normal? será que estou agindo certo?
demorei a tomar a decisão de matricula-lo em uma escola, tanto que só o fiz, quando achei que ele estava preparado... mas começo à repensar minha decisão...

8 comentários:

Marina Rocha disse...

Deve ser gostoso essa fase ;)

beijos

Francisca disse...

Alessandra, esse comportamento acontece acredito que em 90% ou mais das crianças.
Aqui em casa a adaptação levou mais de um mês até que eu a deixa-se na escola e fosse embora.
Mas cada pouco tinha as recaídas principalmente após feriados e final de semana.
Te deixo o link de uns dos meus primeiros posts que escrevi, nessa época o blog não tinha ainda seguidores por isso não tem comentários, mas acredito que pode te ajudar a compreender um pouco esse universo.

http://aventurasdasophia.blogspot.com.br/2011/06/adaptacao-na-escola.html

Bjs
Francisca

Bianca Elias disse...

Ale, Theo não teve essa fase de adaptação. Ele amou ir pro colégio desde o 1º dia e sequer me procurava pela janela na 1ª semana. Nós pudemos acompanhá-los nas primeiras 2 semanas. Eu ia por mim, não por ele. Eu digo que a adaptação foi pra mim e não pra ele.
Mas o que eu mais vi por lá foi o que vc descreveu. Na salinha do Theo, 3 ou 4 crianças passaram pelo processo como o Theo, o restante foi todo com o Pietro. A adaptação foi dolorosa. As mãs ficavam distantes, sem que as crianças pudessem vê-las. E só em caso extremo, de muito desespero, é que as professoras chamavam. Algumas crianças levaram quase 2 meses p/ se adaptar. Outras, ainda hoje, depois de metade do ano letivo, ainda choram à segundas-feiras (pq passaram 2 dias sem ir). Enfim, é o 1º contato deles com esse mundo novo de colégio. É novo pra eles e p/ nós, Mães. Eu te entendo pq se Theo ficasse como Pietro, eu tb sofreria!
Mas, Ale, o que posso te dizer é q 100% das crianças mudaram muito no colégio. São mudanças positivas que valem qlqr esforço inicial e desgaste com a adaptação. Algumas com mais de 2 anos, mal falavam! E hoje já desenvolveam muito a fala. Theo se desenvolveu muito tb! E nas férias, eu fiquei doida com ele em casa. Impressionante como ficamos dependentes tão rápido do colégio. Vc vai ver que delícia qdo tudo se encaixar. Qdo vierem as apresentações e festinhas... É tudo muito legal!
Tenha calma e a certeza de que isso é igual pra maioria!!
Beijinhos,
Bibi

Nathália Martins disse...

Olá!
É normal flor, muito triste, mas é normal. Acredito que logo, logo ele estará adaptado. É só uma questão de tempo. A minha Ana (4 anos) foi para a creche com 1 aninho, já a Julia foi com 5 meses. E comparando a adaptação das duas,digo que quanto mais cedo, melhor, mas no seu caso é preciso seguir firme e passar muita segurança para o príncipe. Vai dar tudo certo.
Beijinhos e volte aqui para contar.

Alessandra Marques disse...

Francisca, querida, super obrigada por compartilhar sua experiência! Valeu muito!!! bjs

Alessandra Marques disse...

Nossa Bibi que bom saber que a adaptação para alguns é lenta mesmo! E que pode durar meses inclusive...Isso me tranquilizou muito... Ele continua naquelas... dá "piti" pra entrar no transporte mas depois se acalma... Agora preciso comentar... Esse Théo é td de bom mesmo né? Não deu trabalho na adaptação, que maravilha!!! Obrigada amiga! Estava com saudades mesmo... bjs

Alessandra Marques disse...

Nathália obrigada! Acho também que quando vão para escolinha mais cedo fica muito mais fácil... bjs

Bibi Elias disse...

Ale, li seu comentário agr sobre Theo ser tudo de bom... Menian, ele é o terror da sala dele. Na reunião de pais, uma das primeiras, a professora me disse (e olha que ela ama o Theo) que meu filho é a "influência negativa" da sala. Disse que ele é o líder, mas não só das coisas legais. Ele ensina um monte de coisas erradas (tipo esparramar merenda e zonear os binquedos fora de hora, etc...). As mães sempre me falam: Meu filho só fala do Theo! Parece que só tem o Theo na sala!
E eu sempre lembro do que a professora me contou sobre o comportamento dele e penso "é... eu sei pq seu filho só fala no meu". Hahaha...
Tudo tem dois lados, Ale! Theo tem um gênio do cão e é muito difícil enrolá-lo em várias situações. Pode não parecer, mas eu me desgasto tannnnto, nem queira saber!
Vc vai curtir MUITO a escola. Pode apostar!! Ainda vou te ouvir/ler falando sobre isso!!! Calma que o tempo vem pra todo mundo!!!

Beijocas